Ceilândia bate Aparecidense-GO e avança na Série D

O Ceilândia fez o que dele se esperava e segue firme na Série D do Campeonato Brasileiro. A confirmação da vaga veio com a sofrida vitória por 2×1 na tarde deste sábado (30), no estádio Abadião, contra a Aparecidense-GO. Depois do empate sem gols no jogo de ida, as duas equipes foram a campo dispostas a vencer, mas o bom futebol não apareceu no primeiro tempo. A rede só balançou na etapa complementar. Clécio e Badhuga marcaram e garantiram a classificação do Gato. Jarlan foi o autor do único gol dos goianos.

O próximo adversário da equipe candanga sairá do confronto entre Sete de Setembro-MS e Fluminense de Feira de Santana-BA, que se enfrentam neste domingo (31) em Dourados-MS. No primeiro jogo, os baianos venceram por 2×0. Independentemente do oponente, o Gato fará o segundo jogo em casa.

Primeiro tempo insosso

Com pouca inspiração de ambos os lados, o futebol apresentado no primeiro tempo foi abaixo da crítica. Precisando da vitória, o Ceilândia até tentava criar algumas jogadas com participações efetivas de Filipe Cirne e Willian. O atacante Gilvan também se movimentava bem, mas faltava capricho na hora dos arremates. Por sua vez, a Aparecidense tentava aproveitar os avanços dos donos da casa para tentar “matar” o jogo nos contra-ataques. As tentativas dos goianos, no entanto, também não funcionaram e os primeiros quarenta e cinco minutos terminaram sem grandes emoções.

Gols saem, mas sofrimento dura até o apito final

Se não conseguia dominar o jogo, ao menos o Ceilândia apresentou outra atitude no segundo tempo. O primeiro gol saiu aos sete minutos. Após cruzamento que veio da esquerda, o volante Clécio aproveitou apagão da zaga rival para cabecear sem marcação e estufar a rede goiana. Mas, aos 12’, a zaga do Ceilândia também deu bobeira ao permitir o atacante Jarlan pegar a sobra e arrematar com força no canto direito do goleiro Artur, 1×1.

Com um gol para cada lado, o jogo ficou aberto e a impressão era de que a qualquer momento e de qualquer lado a rede voltaria a balançar. E foi exatamente o que aconteceu, aos 19 minutos. Após boa jogada trabalhada entre Filipe Cirne e Baiano, o zagueiro Badhuga se aventurou ao ataque para esticar a perna canhota e desviar o cruzamento no contrapé do goleiro Pedro Henrique, 2×1. Um gol chorado que valeu a classificação do Ceilândia na terceira fase da Série D do Brasileirão.

Como já era de se esperar, a partida seguiu dramática até o apito final. O arbitrou precisou distribuir vários cartões para acalmar os ânimos. A situação dos donos da casa foi facilitada quando o zagueiro Wallinson derrubou Gilvan na entrada da área e foi corretamente expulso, deixando o Camaleão com um homem a menos em campo. Depois do último assopro de apito do árbitro, a alegria tomou conta de torcedores jogadores e dirigentes do Ceilândia. Mais uma etapa do objetivo estava sacramentada.

FICHA TÉCNICA

Brasileirão Série D 2016
Estádio Abadião, Ceilândia-DF
Sábado, 3o/7/2016 – 15h30
Público Pagante: 1.459
Renda: R$ 3.790,00
Árbitro: João Batista de Arruda – RJ
A1: Wendel de Paiva Gouveia – RJ
A2: Daniel de Oliveira Alves Pereira –  RJ
4º árbitro: Vanderlei Soares – DF
Assessor: Marrubson Melo – DF

   CEILÂNDIA 2 x 1 APARECIDENSE-GO

Artur
Gabrielarrow-rightarrow-leftFormiga
Badhugayellow-cardgoal 19’/2T
Wallace
Elivelto
Didão
Baianoyellow-card
Clécioyellow-cardgoal 7’/2T
Willianarrow-rightarrow-leftVitão
Filipe Cirnearrow-rightarrow-leftKabrine
Gilvan
Pedro Henrique
Clayton Sales
Robson
Wallinsonred-card
Chiquinhoyellow-card
Jefersonyellow-card
Geovaneyellow-cardarrow-rightarrow-leftRobertinho
William Kozlowsky
Washington
Dineiarrow-rightarrow-leftTiago Cavalcanti
Rychelyarrow-rightarrow-leftJarlangoal 12’/2T
 Técnico: Adelson de Almeida  Técnico: Zé Carlos
Gol:goal Cartão Vermelho:red-card Cartão Amarelo:yellow-card Substituições:arrow-rightarrow-left

 

Por Jânio Gomes

É vedada a cópia deste material em partes ou no todo, mesmo com a citação da fonte. Textos, fotos, artes e vídeos do Esporte Candango estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral – LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Esporte Candango Comunicação, Produção e Marketing Ltda. As regras têm como objetivo proteger o investimento que o Esporte Candango faz na qualidade de seu material. Se tiver interesse em copiar trecho de texto do Esporte Candango ou imagens somente para uso privado ou compartilhar o link de qualquer material publicado, por favor entre em contato pelo e-mail: [email protected]. Os infratores estarão sujeitos às sanções legais previstas na legislação em vigor.

Esporte Candango