Vitória para manter posição

Nesta quinta-feira (2), em noite que a torcida adversária fez barulho no ginásio do Sesi, em Taguatinga-DF, o Brasília Vôlei recebeu o Fluminense-RJ pela sequência da Superliga Feminina 2016/2017. A partida foi bastante movimentada e culminou com a vitória do time da casa por 3 sets a 1, parciais de 25 x 22, 22 x 25, 25 x 19 e 25 x 19. Com o resultado as meninas da capital mantiveram a quarta colocação na tabela, com 32 pontos. A ponteira Amanda foi a melhor em quadra e recebeu o Troféu Viva Vôlei.

Iniciando com um ponto da melhor levantadora da Superliga até o momento (Macrís), o Brasília deu as primeiras cartas da partida. A jogadora mandou uma bola de segunda, sem chances para as cariocas. No entanto, o set foi bastante disputado, do início ao fim. Após 27 minutos percorridos no cronômetro, as comandadas do técnico Anderson Rodrigues fecharam por 25 x 22, em erro de ataque da ponteira Sassá (ex-BV), do Fluminense.

Ainda em ritmo equilibrado, a parcial seguinte começou com o time de Hylmer Dias abrindo boa vantagem de quatro pontos (2 x 6). Mas, demonstrando poder de reação, as candangas foram atrás do resultado. Porém, embora tenham se aproximado no marcador, as brasilienses não conseguiram manter a pegada. Desta forma, com 28 minutos de bola em jogo, o Fluminense fechou o segundo set por 22 x 25.

Completamente à vontade em quadra, as visitantes começaram o terceiro set atropelando, abrindo logo 0 x 4 no placar. Entretanto, as mandantes não deixaram barato e viraram o marcador na metade do período (15 x 14). A partir daí, empolgadas com a sequência de seis saques da central Vivian e com o incentivo incondicional da torcida, as jogadoras do Brasília administraram até o fim, fechando em 25 x 19, em 26 minutos.

Para finalizar em grande estilo, as atletas da Capital Federal aproveitaram o embalo, juntamente com o cansaço das adversárias, para fechar o quarto set em 25 x 19, e o duelo em 3 sets a 1. “No segundo turno, as equipes estão se conhecendo melhor. Além disso tivemos um momento de desequilíbrio e elas souberam aproveitar, mas retomamos a concentração e conquistamos a vitória que foi importante para não deixarmos a parte de cima da tabela”, explicou a ponteira do Brasília, Amanda.

No próximo dia de fevereiro o Brasília Vôlei vai até Osasco-SP, enfrentar o Vôlei Nestlé, a partir das 21h30. O Fluminense, por sua vez, entra em quadra um dia antes, às 21h55, contra o Bauru-SP, no Rio de Janeiro.

Por Haland Guilarde

Esporte Candango