Joanna Maranhão cobra união de atletas e quer que natação “comece do zero”

Conhecida pela sua postura crítica à Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), a nadadora Joanna Maranhão comemorou nesta quinta-feira a prisão dos principais líderes da entidade, entre eles o ex-presidente Coaracy Nunes. A atleta da Unisanta, porém, não acredita que a situação caótica dos esportes aquáticos no Brasil seja resolvida logo. Na opinião dela, é necessário começar tudo de novo.

“Tem que começar do zero, limpar. Fazer igual fez a CBJ (confederação de judô) quando saiu o (Joaquim) Mamede. No primeiro ano, eles isentaram as taxas federativas e as competições ficaram cheias. Eles limparam a barra deles. Lógico que havia outra chapa entrando (Paulo Wanderley Teixeira foi eleito em 2001), mas os atletas vieram juntos com os técnicos, os ex-atletas”, lembra Joanna, casada com o judoca Luciano Corrêa.

Mesmo assim, ela não vê ainda uma luz no fundo do túnel. Diante do cenário visto na aprovação das contas de 2016 da CBDA, com avassaladora maioria, ela tem certeza que o baiano Sérgio Silva, candidato de Coaracy, só não se elege se a chapa dele vier a ser cassada.

Mesmo assim, ela não vê ainda uma luz no fundo do túnel. Diante do cenário visto na aprovação das contas de 2016 da CBDA, com avassaladora maioria, ela tem certeza que o baiano Sérgio Silva, candidato de Coaracy, só não se elege se a chapa dele vier a ser cassada.

E, mesmo que Miguel Cagnoni, de São Paulo, venha ser eleito presidente da CBDA, os resultados práticos devem demorar a ser vistos. “Serão necessários dois ciclos olímpicos para a gente começar a enxergar que a coisa está mudando”, aposta Joanna. “A gente precisa mostrar que vale a pena patrocinar a CBDA. No momento, não vale”.

A nadadora também cobrou que haja união entre os atletas. “Eu sou sozinha na natação. Os medalhistas se uniram em um grupo fechado, que a gente não sabe bem o que faz. O polo tem o grupo deles. A gente tem que se unir, tem que ser todo mundo junto.”.

Com informações do UOL

Esporte Candango