Nelsinho destaca aprendizado para o carro #13 após movimentada estreia nas 6 Horas de Silverstone

O resultado não foi o esperado, mas o carro #13 da equipe Rebellion saiu das 6 Horas de Silverstone com ótimos parâmetros para o restante da temporada do Campeonato Mundial de Endurance (WEC). Nelsinho Piquet largou e recebeu a bandeira quadriculada na prova em que o protótipo da classe LMP2 por duas vezes acabou tendo contato com outros carros.

Largando em nono, Piquet iniciou a jornada com um double stint. Passou quase duas horas no carro e entregou na mesma posição para o dinamarquês David Heinemeier Hansson.

Com chuvisco em parte do traçado, o companheiro atingiu o carro #24 e trouxe o #13 para reparos, perdendo três voltas. Em sua segunda passagem pelos pits, ele ficou mais três minutos parado, incluindo time penalty pela manobra.

O suíço Mathias Beche assumiu e imprimiu ritmo forte, na mesma balada dos líderes da classe LMP2.

Mas acabou atingido pela Ferrari de Sam Bird ao aplicar uma volta no inglês na parte final de seu stint.

Após novo pit-stop, de 12 minutos, Nelsinho reassumiu o carro e manteve o ritmo de Beche. Mas com os incidentes o carro #13 terminou apenas em 12o no geral e nono na categoria, 25 voltas atrás o Toyota #8 que ficou com a vitória no geral.

A próxima etapa do WEC acontece em Spa, de 4 a 6 de maio.

O que ele disse:

“A corrida foi ok. Obviamente não foram legais as partes que batemos, uma foi culpa nossa a outra não. Mas foi um fim de semana bom pra aprender bastante e reunir informações para o resto do ano. O carro aguentou até o fim e o outro carro do time fez p2, então em termos de resistência já evoluímos no comparativo com o que os carros do time fizeram nos Estados Unidos. Nosso ritmo de corrida me surpreendeu positivamente e agora vamos trabalhar mais ainda para voltar mais fortes em Spa”

Com informações da Assessoria de Imprensa

Esporte Candango