Leco sobre risco de Ceni perder emprego: “Não há a menor chance”

Reeleito presidente do São Paulo na última terça-feira, Carlos Augusto de Barros e Silva disse que Rogério Ceni não corre o risco de perder o emprego em caso de eliminações do clube na Copa do Brasil e nas semifinais do Campeonato Paulista.

“Não há a menor chance”, se limitou a dizer Leco em entrevista ao “Fox Sports” quando questionado sobre a possibilidade de mudança de treinador nos próximos dias.

Nesta quarta-feira, o São Paulo entra em campo pressionado para enfrentar o Cruzeiro em Belo Horizonte depois de perder por 2 a 0 no Morumbi no jogo de ida pela Copa do Brasil. Já no domingo o adversário será o Corinthians, para quem perdeu pelo mesmo placar no primeiro duelo pelas semifinais do Paulista, também em casa.

Além do momento delicado dentro de campo, o São Paulo vive turbulência nos bastidores depois do gesto de fair play de Rodrigo Caio, que alertou o árbitro sobre um cartão amarelo errado mostrado a Jô no clássico do último domingo.

Apesar de a atitude ser bastante exaltada pela opinião pública, torcedores criticaram e parte do elenco também “puxou a orelha” do zagueiro, que ficou decepcionado com esta postura.

Leo, porém, disse que Rodrigo Caio tem seu apoio. “A atitude do Rodrigo Caio tem de ser exaltada e conversei com ele sobre isso”, disse.

O presidente ainda negou qualquer interesse no chileno Valdivia e disse não saber sobre um possível fundo de investimentos da oposição derrotada na terça-feira. “Ignoro a existência desse fundo de R$ 100 milhões da oposição, mas, se existir, podemos sim conversar”, disse.

Com informações do UOL

Esporte Candango