Taguatinga x Guará

1

Taguatinga

derrota

2

Guará

vitoria

4 de outubro de 2015 | 16:00
Serejão

Event Results

TimeGolsPontosRodadaResultado
Taguatinga103Derrota
Guará233Vitoria

Detalhes

Data Tempo Competition Temporada
4 de outubro de 2015 16:00 Candangão Segunda Divisão 2015

Campo

Serejão
Avenida Elmo Serejo, 2871 - Taguatinga, Brasília - DF, Brasil

Taguatinga

Guará

Na garra, Guará tira invencibilidade do Taguatinga

Neste domingo (4), o Taguatinga recebeu o Guará, no estádio Serejão, pelo complemento da terceira rodada do Campeonato Brasiliense da Segunda Divisão 2015. Até então invicto, com duas goleadas impostas aos rivais, o time rubro-negro sofreu a virada para o Lobo por 2 x 1 e deixou a liderança isolada da competição para o Planaltina-GO, com nove pontos. Os guaraenses, por sua vez, alcançaram o primeiro triunfo no certame e chegaram aos quatro, ficando na 7º posição.

Tudo como começou

Mal a bola começou a rolar e o Guará mostrou aos jogadores do Taguatinga que não teriam facilidade na partida. Com cinco minutos de jogo o atacante Netinho perdeu um gol inacreditável. Ele recebeu da direita, livre de qualquer marcação. Mas, no momento do arremate escorou para fora.

Na sequência da jogada foi a vez do Taguatinga mostrar porque estava invicto na competição. O camisa 11 Lucas finalizou a queima-roupa, mas o goleiro guaraense, Matheus Lorenzo, fez defesa milagrosa, salvando o que seria o primeiro gol do duelo. Apesar do péssimo estado do gramado o confronto começou agradável.

Aos 12 minutos o zagueiro Madruga, do Taguatinga, subiu mais que todo mundo na cobrança de escanteio, mas a bola veio alta demais, saindo pela linha de fundo. O time de Dirceu Matos ensaiou uma certa pressão e no ataque seguinte Cassius cabeceou dentro da pequena área. Porém, o arqueiro auri-negro apenas acompanhou a saída da bola.

Entretanto, o domínio parou por aí. Dos 20 minutos em diante o grupo comandado por Pedrinho Granato igualou as ações a passou a buscar mais os avanços ofensivos. Mas, sem objetividade no último passe, o Lobo não conseguiu furar o bloqueio da defesa adversária.

O artilheiro do campeonato, Edicarlos, do Taguatinga, ainda perdeu o que seria o primeiro gol do confronto debaixo das traves. Desta forma, o duelo se se encaminhou até o fim da etapa inicial com o marcador zerado.

Os últimos 45 minutos começaram em ritmo eletrizante. Na saída de bola, aos 15 segundos, o meia Alcione por pouco não colocou o Taguatinga na frente. Ele recebeu na área e chutou, mas a zaga travou na hora certa. No contra-ataque Gotinha, do Guará, partiu com velocidade com a defesa rival totalmente aberta. Mas, no momento crucial o zagueiro rubro-negro recuperou-se e desarmou o atacante guaraense.

Com tanto ímpeto de ambos os lados, o gol não demorou a sair. Aos oito minutos, Edicarlos recebeu totalmente livre na direita, avançou e tocou para Lucas finalizar bonito, de letra, Taguatinga 1 x 0. Em seguida, o próprio autor do tento arriscou novamente, mas a bola raspou a trave direita de Matheus Lorenzo.

Experientes, os atletas comandados pelo técnico Dirceu Matos passaram a cadenciar a partida, segurando mais a bola e procurando sair nos contra-ataques. O Lobo, por sua vez, aproveitou o preparo físico de seu jovem elenco e partiu para o tudo ou nada, mas esbarravam na boa armação defensiva dos oponentes.

Porém, aos 33 minutos, o zagueiro Madruga aproveitou bola disputada em frente ao gol e igualou o marcador no Serejão para o Lobo, 1 x 1. Daí em diante o duelo passou a ser de um time só. Aos 38’, o experiente Badhiuga, do Taguatinga, derrubou Raone na área, pênalti. Galego foi para a cobrança e converteu. Virada do Guará, 2 x 1.

O triunfo deu a primeira vitória ao Guará e tirou a invencibilidade do Taguatinga. “Superação é a palavra para essa vitória. Depois de dois resultados ruins deram a gente como derrotados, mas hoje mostramos que estamos no páreo. Voltamos ao campeonato”, comemorou o treinador guaraense, Pedrinho Granato. Todos no time do Taguatinga desceram rapidamente para o vestiário.

Reclamação

O diretor de futebol do Guará, Fabrízio Costa, fez um desabafo após o apito final da partida. “O regulamento diz que têm que ser seis gandulas do time mandante, aqui tinham quatro. Além disso fomos completamente desrespeitados hoje. Inclusive dirigentes nossos foram barrados, ao contrário de como fizemos com eles nos amistosos antes do campeonato”, esbravejou.

Na quarta rodada o Taguatinga vai encarar o Legião, na próxima quinta-feira (8), às 15h30. O Guará, por sua vez, faz o clássico guaranse contra o Capital, na quarta-feira (7), no mesmo horário. A tabela será atualizada nesta segunda-feira pela Federação Brasiliense de Futebol, quando serão conhecidos os locais dos próximos confrontos.

FICHA TÉCNICA

Candangão Segunda Divisão 2015
Estádio Serejão, Taguatinga-DF
Domingo, 4/10/2015 – 16h
Portões fechados

Árbitro: Gildevan Lacerda
A1: Daniel Henrique
A2: Renato Gomes
4º árbitro: Emanoel Ramos

  TAGUATINGA 1 x 2 GUARÁ 

Maiconyellow-card
Amaral
Vítor Lucas
Badhiugayellow-card
Mário Henrique
Klécio
Jhe
Alcionearrow-rightarrow-leftVitão
Lucasgoal 8’/2Tarrow-rightarrow-leftBatata
Edicarlos
Cassiusarrow-rightarrow-leftPaulinho
Matheus Lorenzo
Daniel Brum
Madrugagoal 33’/2T
Gustavo
Fernandinhoyellow-card
Lucas Bocão
Galegogoal 38’/2T (pênalti)
Gui
Netinhoarrow-rightarrow-leftJol
Gotinhaarrow-rightarrow-leftRaoneyellow-card
Hugoarrow-rightarrow-leftGabriel
 Técnico: Dirceu Matos  Técnico: Pedrinho Granato
Gol:goal Cartão Amarelo:yellow-card Substituições:arrow-rightarrow-left

Por Haland Guilarde

Esporte Candango